Release

 

“Lutar com palavras é a luta mais vã, no entanto lutamos, mal rompe a manhã…”

(Carlos Drummond de Andrade).

A luta com as palavras é a dinâmica que move os personagens até o limite de suas próprias vidas, nesta peça de Thales Paradela. Um poeta que nunca terminar seus poemas recebe a inesperada visita de um anjo e tem uma única noite para finalizar sua obra. Na construção e revisão dos versos, dilemas da criação artística aparecem na forma de um embate criativo. Durante o percurso, versos são montados e ganham, em sua manifestação oral, uma nova dimensão poética e dramatúrgica.
A peça tem duração de uma hora e propõe ao expectador uma imersão no universo criativo das palavras, seus potenciais e seus dramas. O elenco, é composto pelos atores Gilberto Behar, Thales Paradela e Eduardo Tornaghi (participação em gravação). A direção fica por conta de Rafael Sieg, da Cia de Teatro Íntimo.

Anúncios